segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Festa Suíça + receitas de “vin chaud aux épices” e “fondue aux bolets”

Fiquei com vontade de preparar uma festa suíça lá em casa desde que voltamos da viagem de férias natalinas no início de janeiro. Além de ser um país cheio de atrativos, a Suíça é famosa pela qualidade de seus queijos e de seus fondues. Como eu adooooooro queijo de tudo quanto é tipo e também gosto muito de vinho, decidi organizar um “queijos e vinhos” com um toque suíço no mês de agosto, quando é comemorado o Dia Nacional da Suíça. Aproveitei a oportunidade para reproduzir duas receitas que experimentamos durante nossa estadia de duas semanas no país a fim de relembrar os sabores e aromas da viagem.

Tirando as raras exceções, começo a arrumar a casa pelo buffet. Até porque ele fica logo depois da porta de entrada do apartamento e é o primeiro lugar para onde meus convidados direcionam o olhar quando chegam nas festas.

As cores já estavam definidas porque minha inspiração foi a bandeira do país, que é vermelha e branca. Além de possuir várias louças e acessórios nesse tom, peguei emprestados três baldinhos vermellhos que foram usados na FESTA CAIPIRA DA MINHA SOBRINHA MANU. Assim que os vi na casa da minha mãe, pensei que seria ótimo usá-los para servir pães cortados em cubinhos ao lado do réchaud para o fondue.

As minilousas fofíssimas foram um presente da querida Flávia Mergulhão, do blog ATELIÊ  DA CAIÊ. Achei que esse era o momento ideal para fazer a estreia das peças e escrevi com giz branco o nome de algumas comidinhas que iria servir. Optei pelo francês porque, além de adorar esse idioma, é uma das quatro línguas faladas na Suíça.

Coloquei seis palitinhos para fondue em uma pequena jarra comprada na ETNA e usei um dos guardanapos que sobraram do CHÁ ENTRE BLOGUEIRAS: UMA TARDE EM PARIS no ano passado para forrar uma cesta de palha vermelha.

Como adoro flores frescas, mas só as compro em dia de festa, aproveitei a ocasião e inseri três gérberas brancas em um vaso de vidro vermelho.

Procurando pelo abridor de vinho que fica em uma das gavetas do buffet, encontrei essa vela em forma de rolha para ser encaixada na boca de uma garrafa. Eu já havia usado esse recurso na FESTA DE OUTONO, mas não lembrava que havia sobrado uma vela.

O problema é que eu não tinha separado uma garrafa de vinho vazia para usar como suporte e a solução foi esvaziar uma de vinho branco que usei no preparo do fondue e customizá-la, envolvendo-a em um guardanapo vermelho de bolinhas brancas, que simulou um rótulo, e prenchendo-a com xarope de grenadine diluído em água para dar a impressão de que estava cheia.

O conjunto de quatro velas foi um presente da minha mãe, que as comprou em uma vinícola na Califórnia. O legal é que todo mundo fica curioso querendo saber como é que eu acendi a rolha, rsrsrs!!!!

O Marcelo sugeriu que eu colocasse a racleteira elétrica na pequena mesa de jantar e que nossos três convidados comessem apertadinhos, rsrsrs! Minhas irmãs e eu compramos essa peça com 8 pás e tampo de granito na época do aniversário de 60 anos do meu pai e a peguei emprestada para que a gente pudesse derreter o queijo do tipo raclete e misturá-lo com a batata rosti. Também é possível cortar bifes bem fininhos e esquentá-los na pedra, para depois cobri-los com o queijo. Ficam deliciosos!!!!

Na mesa de centro, posicionei uma bandeja decorada com algumas especiarias e porta-copos de bolinhas para abrigar o vinho quente (vin chaud) preparado especialmente para esse dia. Os pratos brancos, talheres, saleiro, moedor de pimenta, guardanapos e velas completaram a decoração desse pedacinho da sala. Nos dois pratos maiores servi copa, presunto alemão e pastrami.

Agora vamos às receitas?

A primeira vez que provei o vinho quente (vin chaud ou Gluhwein) foi em Genebra, na Suíça, em um restaurante com comida tradicional. A bebida típica de inverno me conquistou logo de cara por conta dos seus aromas cítricos e das especiarias. Há uma grande variedade de receitas, mas os ingredientes mais comumente usados são suco de laranja, suco de limão, canela, anis estrelado, baunilha, gengibre, cardamono, noz moscada, vinho tinto e açúcar mascavo. A bebida é servida bem quente e tem um cheirinho delicioso!!!!

Durante a viagem, eu experimentei vinho quente em vários quiosques e barraquinhas de rua. Havia muita variedade e um vendedor em cada esquina, mas por sorte, a versão que mais gostei foi comprada perto da entrada do restaurante LE KARMA em Lausanne, que ali colocou uma placa bem grande com a receita completa.

Tirei a foto acima a fim de registrar a lista de ingredientes e esperei o tempo no Rio esfriar para poder testá-la no dia da Festa Suíça.

A tradução é a seguinte:

1 L de vinho tinto
100 gr de açúcar mascavo
1/2 laranja
1/4 de limão verde
1/4 de limão siciliano
1/4 de fava de baunilha
1 bastão de canela
2 rodelas de gengibre fresco
1 peça de anis estrelado
1 folha de limão verde
1 grão de cardamono
… e, sobretudo, nada de água!

A lista de ingredientes era grande e, por isso mesmo, me animei a seguir a receita à risca… mas acabei tendo que fazer algumas adaptações. Pela primeira vez na vida comprei fava de baunilha e anis estrelado, duas coisas que não sabia se encontraria, mas achei no mercado ZONA SUL. Lendo o rótulo da fava de baunilha, percebi como ela era viajada: saiu de Madagascar, foi embalada na Alemanha, enviada para o Canadá e importada para o Brasil. Uau, que longo caminho ela percorreu até chegar nas minhas mãos!

Não consegui encontrar a folha do limão, o cardamono nem o açúcar mascavo, que não procurei porque achei que tinha em casa, mas havia acabado. Com preguiça de ir ao mercado no dia da festa, usei açúcar normal mesmo. Por curiosidade, busquei outras receitas e, inspirada por elas, substituí os outros dois ingredientes que faltaram por uma pitada de noz moscada e um pouco da casca do limão verde ralada. Na placa do restaurante, não havia informação sobre o modo de preparo e, pela minha pesquisa na internet, descobri que o tempo de cozimento variava entre dez minutos e uma hora. Isso me deixou confusa, mas achei prudente deixar a mistura no fogo por mais tempo para fixar melhor o aroma das especiarias.

Uma ótima dica do restaurante foi não adicionar água. Depois lembrei que achei várias outras versões do vinho quente meio ralas e, provavelmente, foi por esse motivo. A do Le Karma estava bem concentrada.

Gente, vocês não tem noção do aroma que a bebida começou a espalhar pela cozinha quando acendi o fogo… que coisa gostosa!!!!! Ai, como eu queria que vocês pudessem sentir o perfume aí do outro lado do monitor!!!!! O Marcelo chegou da rua assim que o líquido começou a esquentar e a primeira coisa que ele disse foi: “Hummmmm, o cheirinho da Suíça!”. Acho que o aroma do vinho quente criou uma memória olfativa mais forte do que o aroma dos queijos, dos chocolates e do fondue.

Quando uma das convidadas chegou lá em casa à noite, logo perguntou que perfume era aquele. Ela adorou o aroma e também o vinho quente. Na hora de servir, coloquei o líquido em canecas altas transparentes e, seguindo a dica de alguns sites, adicionei um pedaço de limão siciliano, o que deu um charme extra à bebida.

Embora não fosse o prato principal, eu queria que o fondue fosse especial e por isso resolvi comprar funghi porcini desidratado para misturar à massa de queijos. Eu não sabia como fazer para hidratá-lo e pedi ajuda à amiga Mari, que por sua vez, me indicou o blog da querida Tamy, o NA COZINHA DELA e, em especial, o seguinte post:

http://www.nacozinhadela.com.br/cogumelos/como-hidratar-funghi-secchi.html

A Tamy sugere que a gente escolha um líquido para fazer a hidratação, que pode ser água, vinho, espumante, suco de fruta, shoyo, molho de peixe etc. Adorei a dica e logo lembrei do vinho branco que comprei para colocar na panela junto com o fondue.

O mais interessante é que ela também sugere que a gente não despreze o líquido, que pode ser usado na receita ou congelado. Aproveitei a dica, claro!!!! Depois que a mistura ficou homogênea, acrescentei os cogumelos picados, uma pitada de noz moscada e um pouco de pimenta branca.

Achei interessante compartilhar com vocês o que li na embalagem do fondue suíço da marca EMMI:

Para dar um toque asiático – misture duas colheres de chá de curry e um pouco de suco de limão. Sirva com abacaxi e pêra.

Para dar um toque italiano – acrescente uma colher de sopa de extrato de tomate com um pouco de suco de tomate e folhas de manjericão.

Isso me fez lembrar que foi na Suíça que descobri que existem muitas maneiras de se preparar um fondue de queijo, acrescentando ingredientes variados. E eu achava que era sempre a mesma coisa, só mudavam os queijos… que nada!!!!

Foi por esse motivo que eu quis reproduzir em casa o “Fondue aux bolets” ou, traduzindo, “Fondue com cogumelos”, o tipo que a gente mais comeu durante a viagem e também o que eu mais gostei.

O prato principal foi a batata rosti que compramos pronta na Suíça, já temperada e com pedaços de queijo Appenzeller. Nosso único trabalho foi abrir o pacotinho e colocar o conteúdo para esquentar. Eu, particularmente, achei bem saboroso e não senti aquele gostinho artificial de tempero em pó.

No centro do buffet, havia uma cesta com torradinhas e duas opções de pastinhas para entreter os convidados antes de aquecer o fondue para colocar no réchaud: geleia de pimenta (presente da Maria Tais, do blog MÃES E FESTEIRAS) e antepasto de azeitonas. Dessa vez, experimentei uma coisa diferente: servi o fondue de queijo com cogumelos como aperitivo e não como prato principal, colocando os cubinhos de pão nos baldinhos e os garfinhos logo ali do lado.

Eu não tinha nenhuma tábua de madeira vermelha na qual poderia acomodar os cubinhos de queijo, então lembrei de uma pequena bandeja nessa cor e tive a ideia de virá-la ao contrário. Dessa forma, a peça ganhou uma altura interessante e serviu como base para a variedade de queijos suíços que servi aos convidados. As bandeirinhas fofas que eu estava louca para usar foram presente da amiga Paula Guimarães, de Recife. Obrigada, Paula!!!!!

Aproveitei a lousa em formato de garrafa (weinkarte) para escrever os nomes dos vinhos que iríamos consumir durante a noite.

Nos pratos brancos da mesa de centro, servi copa, presunto alemão e pastrami.

Depois da raclete com batata rosti, chegou a hora da sobremesa, mas como normalmente não comemos doces em casa, esquecemos de providenciar algo açucarado para os convidados, que poderia bem ser uma barra de chocolate suíço.… felizmente, uma das convidadas trouxe uma deliciosa torta de morango com chantilly que combinou com as cores da festa, rsrsrs! Estava pouco doce e bem molhadinha, do jeito que eu gosto!

E assim terminou nossa nostálgica noite suíça…

No dia seguinte, fiquei pensando no que poderia fazer com as especiarias que sobraram da receita do vinho quente e lembrei de uma edição específica da revista canadense TOUT SIMPLEMENT CLODINE, que ganhei da amiga Micheli.

Na edição de Natal do ano de 2009, ela publicou uma receita de essência de baunilha feita com vodka e favas. Resolvi aproveitar a dica e acrescentar o anis estrelado, dois bastões de canela, um punhado de cravo e noz moscada. Não sei qual será o resultado, mas na receita original é necessário esperar um mês para a bebida incorporar o sabor da baunilha. Sendo assim, no mês que vem  eu volto aqui pra contar se a minha experiência deu certo!!!!!

Um grande beijo com votos de uma semana especial!!!!

Bonfa-ass

44 comentários:

Bia Jubiart disse... [Responder comentário]

Oi Bonfa!

O cheirou chegou até na Jubiart! Adoro cardomomo! Vinho quente aqui nem pensar! Quem sabe na época das chuvas...
Gostei dos mimos da Caiê, bom gosto! Amo queijo! Convidados devem ter adorado!

Bella, uma semana maravilhosa p/ vc!

Beijoooooooooo

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Bia JubiartOi, Bia!!!!!! Que bom, realmente o aroma é delicioso! Fiquei com vontade de preparar a receita muitas outras vezes!!!!! Vou aproveitar um dia frio para repeti-la, vale muito a pena! Um grande beijo!

Karla Coutinho disse... [Responder comentário]

Mais uma vez um arraso !!!!!!
Não tem jeito de te ver quieta, né...rsrsrsrs.
Que festinha linda e cheia de charme.
Os baldinhos e a louça, o vinho quente, os queijos e a sobremesa , todos pareciam estar maravilhosos.
Os detalhes sempre bem pensados.
Sucesso sempre !!!!
Seus convidados sã realmente especiais.
Beijos e saudades...

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Karla CoutinhoOi, Karla! Obrigada pelos elogios!!!!! Ah, menina, é verdade, eu não páro quieta, mas ultimamente tenho sentido vontade de passar alguns dias sem fazer nada e já comecei a contagem regressiva para as férias... mas, enquanto elas não chegam, vou me divertindo por aqui mesmo, rsrsrs! O vinho quente ficou realmente delicioso e relendo esse post hoje, fiquei com vontade de prepará-lo novamente antes que o tempo esquente mais ainda, rsrsrs! Um mega beijo com saudades também!

Patricia Haddad disse... [Responder comentário]

Kate, você está tentando fazer uma bebida mesmo com as especiarias e a vodka? Interessante. Eu conheço é extrato de baunilha feito dessa forma. Mas, neste caso, tem que usar pelo menos duas favas abertas (três seria ideal) dentro de um pouco de vodka e deixar em ambiente escuro (e sem mexer) por uns 3 meses. De mês em mês deve-se dar uma chacoalhada. Estou fazendo um extrato desde janeiro. Digo "estou fazendo" pq no início eu só tinha uma fava. Deixei uns 4 meses antes de usar a primeira vez e achei fraco. Há um mês mais ou menos pus mais favas. Vamos ver.

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Patricia HaddadHaddad, que legal! Sua receita parece mais elaborada e, por isso mesmo, deve ter um resultado melhor e mais consistente, gostei!!! Não ei qual vai ser o resultado da minha, mas como esse post já está pronto há duas semanas, o líquido está amarronzado! Acho que vou esperar mais um mês pra testar e te conto como ficou! Também vou querer saber o resultado da sua experiência! E vamos trocando figurinhas... beijão!

Milena disse... [Responder comentário]

Amiga,vou te dizer,tortura máxima ler esse post sem poder comer derivados de leite!
Mas a festa ficou linda,as cores,as receitas e no final esse reaproveitamento que fez ficou bem interessante,quero saber o resultado!
Saudades desse cantinho aí,dos papos!!
Um beijão,boa semana!!

Gabi disse... [Responder comentário]

Arrasou!!!

Adorei todos os detalhes!

Beijos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MilenaOi, Mi! Também estou com muitas saudades dos nossos longos papos... mas cada vez tenho menos tempo pra qualquer coisa longa, rsrsrs! Ah, que pena que vc não está podendo comer essas coisas! Puxa, eu como queijo todos os dias!!!!! Acho que essa dieta seria algo muito difícil pra mim! Vamos ver no que dá essa receita aí... vou tentar preparar um drink com café no mês que vem! Beijão!

Eu que fiz... ou quase isso disse... [Responder comentário]

Katia ser blogueira não é fácil né, quantos detalhes vc descreve em suas festas!! linda, to apaixonado por póas ja um tempinho rsrs...A vela de rolha é muito interessante.

Bjs

Gélia

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@GabiObrigada, Gabi! Eu estava doida pra fazer essa festinha! Foi simples e só convidamos dois casais, mas deu a maior nostalgia e saudades das férias! Um grande beijo!

Ana Elisa Mussolino disse... [Responder comentário]

Oi, Kátia!
Adorei o post, com os passo-a-passo e as dicas de como fazer o vinho quente.
Lembrei dos tempos da faculdade, quando fizemos quentão para o pessoal... se o aroma ficou tão marcante como aquele, aposto que seus convidados não vão esquecer tão cedo.

Eu não gosto muito de pratos apimentados, por falta de costume, mesmo, mas sempre que leio suas aventuras culinárias fico com água na boca por uma comida bemmmm temperadinha.

Beijo, com votos de uma semana abençoada para você.

Ana Elisa Mussolino

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Ana Elisa MussolinoOi, Ana! Vc é muito fofa!!!! O aroma deve ter ficado parecido, já que o quentão leva canela, né? É realmente uma receita única, nunca tinha feito nenhuma bebida tããããããão aromática e marcante!!!!! Ih, eu adoro uma pimenta, meu pai me acostumou a comer pratos bem temperados desde cedo, rsrsrsrs! Sou meio viciada em pimenta, até no café da manhã eu como sanduiche com pimenta!!!!! Um grande beijo!

Ana Paula disse... [Responder comentário]

Humm! Adorei saber como se faz o Gluhwein, adorava tomar isso na Alemanha (foram os copinhos de Gluhwein que meu pequeno quebrou, não sei se lembra?)Bjão.
Ana Paula Carneiro.
www.deanaaz.blogspot.com

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Eu que fiz... ou quase issoGélia, é verdade, rsrsrsrs! Ser blogueira não é fácil mesmo, ainda mais quando a gente se compromete a postar toda semana! Em termos de assunto, sempre tenho mil ideias pra colocar em prática, então isso é tranquilo... o problema é justamente colocar em prática, rsrsrs! Mas aos poucos, vou desenvolvendo os post! Esses sobre festas são mais fáceis porque faço o meu relato baseada nas fotos. Os de viagem é que exigem mais tempo de pesquisa, mas também adoro fazê-los com calma! Um grande beijo!

Larissa Lieders disse... [Responder comentário]

Oi Katia, que saudades!
Essa festa ficou um arraso, hein? Morri de vontade de comer a sua batata Rosti!!!
Bj

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Larissa LiedersOi, Larissa! Há quanto tempo! Realmente essas comidinhas ficaram deliciosas e são típicas de dias frios, que eu adoro!!!A batata estava muito gostosa e é de pacotinho! Só bastou esquentar e pronto! Um grande beijo!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Ana PaulaAna, eu lembro sobre os copinhos sim! Acho que foi quando te falei do filho de um amigo ter quebrado um copinho lindo de São Francisco!!!! Uma delícia esse vinho quente, né? Eu queria tomar todos os dias, srsrsrs! É ótimo pra aquecer o corpo no inverno europeu e tem cehirinho de Natal! Beijão!

Julia Gabas disse... [Responder comentário]

Katia, suas festas são bárbaras! Muito bom gosto e criatividade na decoração e no menu! Como sempre, está de parabéns!
Beijos

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Julia GabasOi, Julia!

Muito obrigada pelo elogio, carinho e incentivo! Que venham mais festinhas por aí!

Um grande beijo!

Maitê disse... [Responder comentário]

Oi Kátia !!!!

Mais uma vez, vc me encantou com a festa e com as suas idéias !!!

Como não sou muito criativa, sempre dou uma passada no seu blog para tentar me inspirar um pouco. Aí quando vejo algo legal e não tenho viagem a vista, compro algumas coisas pelo ebay e guardo para o futuro (hehehehehehehehe).

Na Sexta passada, fiz uma reunião MEGA simples aqui em casa para comemorar um mês da minha filha e queria fazer uma "pastinha" diferente para enfeitar ... aí me inspirei na sua festa de inverno e fiz aquele boneco de neve lindo !!! Claro que o meu não ficou tão fofo !!! Com criança pequenininha em casa, o jeito é fazer tudo correndo nos minutinhos em que ela dorme ... O meu ficou engraçadinho ... e eu adorei o sabor da "pastinha" !!!! Depois vou fazer um post sobre a sua idéia e aproveito e mando a foto do meu bonequinho.

Beijinhos e boa semana !!!!!

Casar é assim... disse... [Responder comentário]

Ahh, que festa deliciosa! Eu amo fondue e vinho quente(mas acho que esse vinho quente não é bem aquele que eu conheço das festas juninas!!!! rsrs..mas deve ser melhor ainda). E queijo tbm, gosto de todos (menos o gorgonzola...rsrs)...
Eu só não entendo como vcs podem esquecer da sobremesa, minha gente!!! rsrs..ADoro doce mais que todos os queijos e fondues!! rsrs...

beijos!!

Unknown disse... [Responder comentário]

Oi Katia lindas idéias inspíradoras para aquecer a familia nos dias frios que tem feito aqui na cidade de Porto Alegre -R.S.Muito criativo a idéia da bandeja ao contrário! Um abençoado inicio de semana para voce. Célia.

Cíntia A. S. Sevaux disse... [Responder comentário]

Olá Bonfa!!!Que tema mais saboroso!!!é tudo perfeito na terra dos queijos , vinhos e chocolates... Adorei!!! e o menu ficou espetacular!!!As loucinhas vermelhas ficaram lindas e os convidados com certeza amaram...Esse foundue parece maravilhoso...Vc arrasa!! bjinhos!!!

Marta disse... [Responder comentário]

Katita..é claro que a festinha ficou linda demais..adorei as cotidianas..tb amo queijos...
Beijosss

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]

Arrasou!!! Festa linda!
mas eu me interessei mesmo pela racleteira.Estou atrás de uma tem tempo e não acho...:(
Onde vcs conseguiram, me conta!!!
Bjõ

Flávia Mergulhão disse... [Responder comentário]

Ah! E para as moçoilas que já estão perguntando lá no blog onde comprei as mini lousas, tem parecida aqui:
http://www.bananafoto.com/mini-quadro-negro
bjos

ELLIANE RAMOS disse... [Responder comentário]

oi. tudo bem?
amo receber as novidades de seu blog
e suas festas sao maravilhosas
fico feliz so em ver as fotos hehe
obrigada pela oportunidade
parabéns pela dedicaçao ao blog
ELLIANE RAMOS
ellianeramos.blogspot
ellianeramos@hotmail.com
@Ellianeramos
bjs
X

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@ELLIANE RAMOSObrigadíssima pelo carinho e gentileza, Elliane!
Fico muito feliz que goste do meu cantinho virtual e seja sempre muito bem-vinda!!!!

Beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Flávia MergulhãoObrigada pela dica, Flavinha! Vou lá conferir as novidades da loja!!!! E obrigadíssima pelo mimo super fofo! Beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Flávia MergulhãoOi, Flavinha! POis é, a racleteira veio da loja SUR LA TABLE, nos EUA. A gente achou os preços caríssimos no Brasil e, aproveitando a vinda da minha irmã do meio, resolvemos dividir o presente e ela trouxe de lá. É grande, elétrica funciona super bem e já foi super usada, ainda bem!!!!! Um grande beijo!

Criar Com Coração disse... [Responder comentário]

oi Katia, não gosto de comentar por comentar, leio tudinho, mas agora estou correndo e volto para apreciar cada pedacinho desta gostosa festinha

mas já deixo meus parabéns

beijos

cintia

Amore con Cuore disse... [Responder comentário]

Olá ,Katia !!

Vc mais uma vez nos surpriendendo e nos deixando com agua na boca e sabor de quero mais ,parabéns uma simples reunião de amigos vc transforma em um evento grandioso , cheio de detalhes , de sabores , vc é uma fonte inspiradora .

Bjs,

Deborah

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MaitêQue legal, Maitê!!!! Manda a foto sim, vou adorar ver a sua versão do boneco! Super obrigada pelo carinho e elogios! Fico feliz que tenha gostado da festinha! E experimenta o vinho quente, é delicioso! Beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Casar é assim...Hahahahaha, realmente a sobremesa não é o nosso forte e não sobrou nenhum pedacinho de chocolate da viagem, infelizmente! O vinho quente é diferente mesmo, tem muito mais especiarias e o aroma é delicioso! Um grande beijo!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@UnknownObrigada, Celia!!!!! Menina, eu vejo essa ideia das bandejas ao contrário nas festas infantis como suporte para dooces de copinho, mas confesso que eu prefiro bandejas lisas e coloridas! Fiquei com vontade de procurar outtros modelos e de repetir o feito nas próximas festinhas! Um beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@MartaOi, Martinha! Adooooro queijos, sou uma ratinha, rsrsrs! Estava tudo bem gostoso mesmo, já estou com vontade de repetir! Um beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Criar Com CoraçãoOi, Cintia! Pode voltar com calma, a casa é sua! Muito obrigada pelo carinho, beijão!

Katia Bonfadini disse... [Responder comentário]

@Amore con CuoreObrigadíssima, Deborah! Eu aproveito esses encontros para colocar algumas ideias em prática e isso faz bem demais!!!!!! Um grande beijo!

Simone Scharamm disse... [Responder comentário]

Oi, queridíssima!
Fiquei com água na boca com essa sua nova proposta de festa, eu amo queijo também! Tudo lindo, realmente especial e único! Ah, quero uma racleteira pra mim há tempos, mas sei que o preço é bem salgago, né?rs!
Beijocas, arrasou mais uma vez na decor!
Contando os dias pra nossa festinha!

Maria disse... [Responder comentário]

Delicia de festa. Eu adoro founde de queijo e esse parece que ficou bem gostoso. Bjus.

Léia Silva disse... [Responder comentário]

Amiga linda que saudade!
Cheguei de férias nesse fim de semana:)
Como está tudo por aí?
Que bom visitar o teu cantinho e ver essa festa linda e charmosa! Adoro principalmente os detalhes.
Uau, adorei essa vela em forma de rolha! Hehehe, antes de ler também me perguntei como será que você tinha acendido a rolha!
Que sonho de consumo essa racleteira elétrica - adorei!
Adoro vinho quente e essa receita parece mesmo ótima - excelentes adaptações! Vou levar a receita comigo:)
Hummmm, esse fondue com funghi deve ter ficado dos deuses - nham, nham, nham...
Parabéns para a tua convidada, pois a torta de morango com chantilly ficou linda.
Reciclagem é tudo de bom - adoro!
Mil bjos
Léia

Mariacininha disse... [Responder comentário]

Capricho extremo em todos os detalhes. Maravilhoso.

Executiva de Panela disse... [Responder comentário]

Querida Katia, amo suas festas! Me enchem de muita inspiração! Só vi esta festa suiça agora. Nem acredito! Está muito aconchegante, bonita e cheia de petiscos deliciosos! Beijos, Paula

Related Posts with Thumbnails